Total desrespeito a Lei Seca em Manaus

Por:  Álisson Castro, para o portal D24AM

Em vigor há mais de três anos, a aplicação da Lei Seca em Manaus esbarra na falta de fiscalização nas imediações de casas de show e bares na capital do Amazonas.

Nesta semana, a reportagem do DIÁRIO passou cerca de 20 minutos próximo a três casas de show na Avenida do Turismo, zona oeste da cidade, tempo suficiente para flagrar motoristas assumindo o volante de veículos consumindo bebidas alcoólicas ou visivelmente embriagados.

Em um posto de gasolina ao lado de uma casa de shows na Avenida do Turismo, três jovens dançavam e consumiam cerveja embalados pela música que tocava nas caixas de som de um carro. Depois de poucos minutos, os três embarcaram no veículos e partiram do local.

Segundo trabalhadores que estão constantemente no local, as cenas não são raras nas imediações do local. “Se a lei seca realmente funcionasse, os taxistas fariam muito mais corridas. O que vemos são motoristas enchendo a cara e saindo dirigindo seus veículos”, relatou o taxista José Sales, 66, que atua há 35 anos na profissão.

O comerciante autônomo David Saraiva, que vende cachorro-quente em frente a uma casa de show no local, afirmou que a fiscalização atua apenas nos finais de semana naquela via.

‘Amigo Legal’

Um bom exemplo, apesar de raro, também foi constatado pela reportagem do DIÁRIO na Praça do Caranguejo, no Conjunto Eldorado, zona centro-sul, onde uma funcionária pública contou que estava atuando como motorista de seus amigos e por isso não estava consumindo bebida alcoólica. “Quando chegar em casa é que eu vou tomar uma cervejinha”, disse a agente administrativa Eny Mendes, 46. “Infelizmente isto não é muito visto em outras mesas de amigo, falta mais consciência dos motoristas. Eu já perdi três familiares em um acidente de carro por causa de embriaguez ao volante e não quero que isto se repita com outras pessoas”.

A diretora-presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detram/AM), Mônica Melo, afirmou que blitze são realizadas pelo órgão todos os dias e são intensificadas nos finais de semana. “Nestas operações são fiscalizadas todas as situações onde podem haver irregularidades.

Órgãos de trânsito garantem que fiscalizam

O Detran-AM informou que  as fiscalizações realizadas pelo órgão têm ocorrido com frequência. Nos três anos  de vigência da Lei Seca o número de multas e apreensões de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) por dirigir sob o efeito de álcool já chega a 4.241 em Manaus.

Segundo dados na Companhia Interativa de Trânsito (Ciatran), apenas nos seis primeiros meses deste ano foram emitidas cemautuações de motoristas que foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool.

O comandante da Ciatran, major  Marcus Vinícius, afirmou que nos finais de semana a fiscalização é mais frequente nas proximidades de casas de eventos e em locais onde há grande aglomerações de pessoas.

De acordo com o diretor geral do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Ruy Abrahim,  70% dos casos de acidentes de veículos que ocorrem na cidade há o envolvimento de motoristas que fizeram uso de bebidas alcoólicas.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Reportagens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: