Projetos ampliam a concessão do porte de armas para agentes de trânsito

No momento em que a discussão sobre o desarmamento volta à tona, devido à facilidade com que Wellington Menezes de Oliveira, responsável pela tragédia em Realengo, teve acesso a armas e munições, na Câmara dos Deputados há 11 projetos de lei que ampliam o porte de armas a categorias, atualmente proibidas por lei, como agentes de trânsito e agentes penitenciários.

Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Armas, na Assembleia Legislativa do Rio, o deputado Marcelo Freixo (PSOL) diz que cabe à sociedade fazer pressão para que estes projetos não avancem. “É inconcebível qualquer proposta que amplie o acesso às armas”, protestou.

Há hoje na Câmara dos Deputados 126 projetos de lei que tratam do porte de arma. Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo já anunciou a realização de uma nova campanha pelo desarmamento no País.

Na Comissão de Segurança Pública da Câmara, os 11 projetos que alteram o Estatuto do Desarmamento pedem ampliação do porte de arma para integrantes de entidades representativas de esportes de arma de fogo, para agentes de segurança do Ministério Público, agentes penitenciários fora do expediente, colecionadores, integrantes de entidades científicas, guardas municipais (não importando o tamanho da cidade) e agentes de trânsito.

MAIOR FISCALIZAÇÃO

Para Marcelo Freixo, é fundamental aumentar a capacidade de fiscalização das armas em todo o País. “Como qualquer pessoa consegue ter acesso a uma arma? Está provado que grande parte das armas leves são nacionais, furtadas ou roubadas aqui mesmo. Esses projetos não vão trazer mais segurança. A fiscalização e o controle, sim”, garantiu o deputado.

Segundo ele, há “áreas cinzentas” no que se refere à fiscalização do comércio e uso de armas no País. Freixo critica também a falta de controle das armas usadas pelas empresas de segurança privada.

Presidente do Senado, José Sarney (PMDB) defendeu a rediscussão da Lei do Desarmamento, prometendo novas leis para coibir a violência.

A favor

O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Rio, Francisco Rodrigues, defende o Projeto de Lei 5.982, que autoriza o porte de arma a agentes fora do expediente: “É um direito do agente, para a sua defesa”.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Imprensa

41 Comentários em “Projetos ampliam a concessão do porte de armas para agentes de trânsito”


  1. Não acredito que proibir o porte de arma de fogo de profissionais ligados a área de segurança pública fora do horário de serviço seja a maneira ideal para a prática de crime.

    Acredito que o ponto fundamental do combate a criminalidade deve se dar pelo desarmamento dos bandidos, vejo que isso só será possível com o controle das nossas fronteiras e assim impedir que armas ilegais cheguem ao país.

    Na realidade impedir que profissionais treinados para defender a sociedade possam portar armas fora de serviço, é condená-los a morte sem direito a defesa, imaginem um servidor do Sistema Prisional do Rio de janeiro que tem porte irrestrito desde 1979, seja agora impedido de portar armas de fogo pelo equívoco de uma nova lei, o que irá ocorrer com estes profissionais?
    Pensem em todos os inimigos que foram feitos por estes servidores em conseqüência do exercício da função.
    Presos que cumpriram penas e hoje estão livres e continuam na prática contínua de crimes, poderão atentar contra a vida destes profissionais sem que estes tenham a chance de se defender e a seus familiares.
    Nos últimos anos, centenas de Agentes penitenciários foram assassinados pelo simples fato de serem Agentes prisionais, O CONGRESSO NACIONAL tem que reavaliar a proposta do desarmamento, dando o direito de alta defesa aos profissionais que desempenham funções de natureza similar a segurança pública.

  2. T.G. Silva Says:

    Comungo do que expressou o Alcy. Vou até além. O uso das armas não letais também deve ser utilizada pelos agentes públicos que defendem a sociedade.
    No caso dos agentes de trânsito é uma necessidade que urge a cada dia, visto que fiscalizar aos infratores da lei não é tarefa nada fácil. E o pior é quando não se tem a mínima segurança para fazê-lo. Estamos a mercê de qualquer um. É só observar o aumento de casos de agressões físicas e verbais que são submetidos esses profissionais.

    Portanto, apelamos aos senhores deputados e senadores, nossos representantes, que votem favoráveis ao uso dessas armas. Não esqueçamos de exigir melhores condições estruturais para o pleno desenvolvimento das nossas atribuições.

    • fabricio Says:

      Nao sei se os que aqui se expressam sao agentes de transito, mas como sou, defendo tambem a liberação a minha categoria. São N, mais N elevado a N os casos de agressao, por estarmos apenas cumprindo o que a lei manda…

      • wellylvan Says:

        sou agente de transito no ceará e em quatro anos de profissão já fui ameaçado seis vezes de morte, e em varias ocorrência de transito a abordagem termina em vias de fato, onde nossa categoria não pode se quer andar com uma faca, nos órgãos de fiscalizações do governo federal e até mesmo nos estaduais como a SEFAZ por exemplo ou na RECEITA FEDERAL o fiscal de tributo tem seu porte de arma, e nós? Nossa profissão é de fiscalizar e arrecadar. Aos senhores políticos que estão favorável a esse projeto parabéns e por favor votem por nossa segurança. Obrigado a todos.

      • WAGNER Says:

        Jorge, sem sombra de duvida, eu tambem sou agente de transito e é comum as agressoes verbais quando vou abordar um carro em situaçao irregular, geralmente estacionados e quando nao tem motorista e eu autuo como manda o ctb, o condutor chega e ve a notificaçao no parabrisa , vem a mim com o intuito que eu regresse no ato , porem auto lavrado nao tem como retornar , dai começam as agressoes muitas vezes descambam para a fisica, contudo tenho 7 anos de defesa pessoal mais 4 de capoeira , deu pra me safar ate hoje, sem sombra de duvida se portasse uma arma a conduta dos infratores seriam outras , como é no caso de quando sao autuados por policiais militares ou rodoviarios, DEFENDO O PORTE PARA AGENTES DE TRANSITO POIS SOU UM E SEI O QUE PASSO, A PROPOSITO JUIZ TEM PORTE DE ARMAR NÉ

  3. cesar Says:

    Sou Agente de Transito e temos realmente uma grande dificuldade de fiscalizar as ruas por conta de condutores agressivos , talves se tivéssimos como nos defender a situação seria diferente

  4. janilton Says:

    Realmente colegas fiscalizar o cumprimento da lei inserido no CTB, não é tarefa nada fácil,visto que a maioria das pessoas só respeitam os agentes das autoridades da Segurança Pública Geral como a Polícia Milítar e Civil porque possuem o porte de arma,caso contrário estariam passando os mesmos constrangimentos de agessões verbais e físicas que os agentes de trânsito sofrem.

  5. janilton Says:

    A lei do desarmamento tem que ser para as pessoas que utilizam de forma ilegal,principalmente a ponte da amizade que o nosso País tem com o Paraguai,amizade é essa que até eu queria distância, assim mostrou o Jornal Nacional,uma fronteira desprotegida que as armas entram como se fossem areia do deserto.Cadê a criação de Guarda Nacional fardada com o poder de Polícia Federal com grande potêncial de armas bélicas semelhantes as nossas forças armadas,deveriam aproveitar os universitários deste país para agraciá-los com este belo concurso em várias especialidades na área e dar a oportunidades a muitos que estão aí a ver návios e mostrar que o Brasil está avançando na área de segurança pública com responsabilidade assim como os outros paises desenvolvidos.

  6. Marcus Coelho Says:

    Precisamos nos mobilizar e divulgar isso ao máximo de Profissionais que atuam no trânsito do País, sejam profissionais no âmbito Municipal e Estadual. Favor ler abaixo:
    Representantes de entidades de trânsito de vários Municípios da Paraíba, dentre eles João Pessoa, Campina Grande, Souza, Patos e Pombal, estiveram reunidos nesta segunda-feira, à tarde, no Salão Azul da Câmara Municipal de Campina Grande, com o relator do Projeto de Lei, que permite que esses servidores públicos possam trabalhar armados, deputado federal Romero Rodrigues, titular da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado – CSPCCO – da Câmara dos Deputados, em Brasília. O PL é de autoria do deputado Tadeu Filippelli.

    Romero deseja ouvir a opinião dos agentes, a fim de colher subsídios para o seu posicionamento a ser colocado no relatório. Ele está realizando uma série de audiências públicas em vários Estados do país, no sentido de colher subsídios a respeito da polêmica questão. Romero colocou à disposição o email: romero4510@gmail.com Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. para que possam ser colhidos subsídios e opiniões acerca da matéria.

    A matéria altera o art. 6º da Lei no 10.826, de 22 de dezembro de 2003, que dispõe sobre registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição, sobre o Sistema Nacional de Armas – Sinarm, define crimes e dá outras providências, para conceder porte de arma aos integrantes dos quadros de pessoal de fiscalização dos departamentos de trânsito.

    De acordo com a propositura o Congresso Nacional decreta: Art. 1º O art. 6º, da Lei no 10.826, de 22 de dezembro de 2003 passa a vigorar com as seguintes alterações: “Art. 6º – XI – os integrantes dos quadros de pessoal de fiscalização dos departamentos de trânsito. § 1º-A Os servidores a que se referem os incisos X e XI do caput deste artigo terão direito de portar armas de fogo para sua defesa pessoal, o que constará da carteira funcional que for expedida pela repartição a que estiverem subordinados. § 2º A autorização para o porte de arma de fogo dos integrantes das instituições descritas nos incisos V, VI, VII, X e XI está condicionada à comprovação do requisito a que se refere o inciso III do art. 4º, nas condições estabelecidas no regulamento desta Lei.”

    Na justificação da matéria do deputado proponente assinala que “com o advento do Estatuto do Desarmamento, os integrantes dos departamentos de trânsito ficaram totalmente desprotegidos para a realização de sua segurança pessoal durante o trabalho. A proibição para o porte de arma de fogo atingiu em cheio esta nobre classe de profissionais que, se forem apanhados portando arma de fogo, serão presos, sem direito a fiança e passarão pelo grande vexame de terem de responder a um processo criminal, o que os desacreditará perante a comunidade em que vivem”.

    Segundo o parlamentar Tadeu Filippelli “a fiscalização do trânsito envolve grande risco. É necessário, portanto, conceder o porte de meios que permitam a realização da defesa pessoal dos servidores envolvidos nessas missões. Não vemos justificativa plausível para que esse direito lhes seja negado, uma vez que as atividades por eles desenvolvidas em tudo se assemelham a outras categorias que realizam trabalhos de fiscalização, às quais já é concedido o porte de arma, como os integrantes das carreiras de auditoria da Receita Federal, por exemplo”.

    Ele diz que “é no sentido de corrigir essa distorção que nos dispomos a apresentar esta proposição que altera o texto da Lei nº 10.826/2003 com a intenção de incluir os servidores dos departamentos de trânsito no rol das classes profissionais cujos integrantes são autorizados a portar armas de fogo. A proposta, portanto, aplica os mesmos critérios de concessão já garantidos aos integrantes de outros órgãos de fiscalização. Na convicção de que a nossa proposição se constitui em aperfeiçoamento oportuno e conveniente para o ordenamento jurídico federal”.


    • – é de bom senso e hora que seja aprovado essa pl, tão importancia para a categoria que é tão sofrida e vuneralvel aos intenperes dioturnos, aqui no RN varias ocorrencias já aconteceram como: atentado a residencia, agressão fisica, agentes baleados, no meio de tiroteios entre policia e assaltantes de lojas e farmacia e por ultimo assassinaram um agente de trânsito em pleno exercicio da função, não podemos dar segurança se não temos como nos sentir seguros, estamos em desvantagem e sempre inertes. a pesar de tudo as multas são cobradas nos mesmos valores a nivel Federal, Estadual e Municipal.

  7. elias Says:

    os profissionais como agentes de transito são vítimas do descaso de governantes que se esquecem que o transito e um dos lugares mais violentos para se trabalhar, pois ali são abordados bebados e marginais que a qualquer momento estão disposto a matar se preciso for, para incubrir seu atos indelinquentes como furtos roubos e acidente causado a distancias pequenas de onde foram abordados pelos agentes. as vezes com total incapacidade de direçao por seu estado de embriagues e sao altamente agressivos.

  8. Fabio Monteiro Says:

    Alem de bem treinados, os agentes de seguranca publica, cito em questao, os Agentes de fiscalizacao de transito com porte de arma seriam mais um reforco na seguranca publica, haja vista que a policia nem sempre esta por perto no momento de uma possivel agressao ao servidor ou um cidadao que acabara de ser assaltado. Reflitam Nobres Senadores e Deputados.

  9. ROCHA Says:

    GOSTARIA DE DIZER QUE OS AGENTES DE TRANSITO NA VERDADE E PRATICA SAO POLICIAS DO TRANSITO , ESTAO EM CONSTANTE CONTATO COM OS CIDADOES , DEVERIAM PORTAR ARMA DE FOGO E SEUS DEVERES QUE ESTAO NO C.T.B , ARTIGOS 24 E 165 TODOS INCESOS , SEREM APLICADOS , PORQUE AQUELE QUE INFRINGE AS LEI DE TRANSITO MATA MUITOS DE SO UMA VEZ ELES SOBEM EM CIMA DA CALÇADA, PASSAM FAROL VERMELHO , BEBADO, ATROPELA CRIANÇAS , IDOSOS , GRAVIDAS , RICOS E POBRES .ALEM DISSO GOSTAM DE TIRAR SARRO DOS AGENTES DE TRANSITO, TAPAM AS PLACAS DAS MOTOS COM AS MAOS SABENDO QUE NAO PODEMOS PARA LOS , TENHO CERTEZA QUE COM O PORTE ISSO TUDO MUDARIA , AS BLITZ NAS CIDADES SERIAM CONSTATES TIRANDO VARIOS CARROS IRREGULARES , MOTOS .
    TRABALHO EM UMA CIDADE DO ESTADO DE SAO PAULO TENHO 8 MESES DE AGENTE DE TRANSITO BLITZ SO VI UMA, PERGUNTEI PARA UM POLICIAL MILITAR O POR QUE DE NAO TER BLITZ , ELE ME RESPONDEU FALTA DE EFETIVO, UMA CIDADE QUE JA PASSOU DOS 600.000 MIL HABITANTES .CONCORDO QUE TODOS FAÇAM UM CURSO ESPECIFICO E TREINAMENTO E TESTES PSICOLOGICOS PARA TAL FIM , SERIAMOS DE UMA GRANDE AJUDA PARA AS POLICIAS .
    ESTAMOS SEMPRE CORRENDO RISCO E NEM GANHAMOS SALUBRE DE PERIGOSIDADE , SOMOS VERDADEIROS PEDAÇOS DE CARNE DENTRO DA JAULA DE LEOES .

  10. J.Lira Says:

    Realmente é extremamente lamentável á forma na qual alguns politicos encaram a realidade dos agentes de trânsito emperrando ou inviabilizando projetos que podem colaborar de forma positiva pra com o combate as mais diversas ocorrências cometidas no trânsito ,como: bandidos conduzindos veículos roubados ou furtados,abordagem a indivíduos embriagados alterados, resguardar a integridade do agente ao lavrar um ait ou mesmo no seu dia-a-dia quando o profissional está sujeito a atentados a sua vida principalmente nas cidades do interior do País.

  11. adriano Says:

    É inadmissivel um agente de transito que frequentemente tem ajudado na segurança do transito e consequentemente na segurança publica não tenha porte de arma infelizmente, isso é uma descaso do poder publico que fecha os olhos , para as necessidades da categoria e diretamente da população que fica a merce da insegurança constante das ruas, impossibilitando e limitando o agente a exercer seu trabalho a risco de uma covardia de um marginal que se passa como um simples cidadão, fica aqui a minha indiguinação.

  12. carlos miranda Says:

    É inadmissivel um agente de transito que frequentemente tem ajudado na segurança do transito e consequentemente na segurança publica não tenha porte de arma infelizmente, isso é uma descaso do poder publico que fecha os olhos , para as necessidades da categoria e diretamente da população que fica a merce da insegurança constante das ruas, impossibilitando e limitando o agente a exercer seu trabalho a risco de uma covardia de um marginal que se passa como um simples cidadão, fica aqui a minha indiguinação.

  13. Leonardo Says:

    Sou totalmente a favor do porte de arma para os agentes de trânsito do país. Vejo como uma forma positiva, pois não tem que se preocupar em se vamos armar ou não os sistemas de segurança do país, mas sim em fiscalizar as compras e vendas das armas e aumentar o poder de controle de sobre o contrabando de armas que entram no Brasil.

  14. oliveira Says:

    Sou Agente de Transito, e muitas vezes autuo os cidadaos pelo cometimento de infraçoes. Esses por sua vez, ficam insatisfeitos por ter que pagar valores referentes as multas aplicadas. Em consequência chegam a agridir verbalmente, moralmente e ate fisicamente. As agressoes fisicas acontecem, porque o elemento tem certeza que o Agente de transito só possue uma caneta e um talão para autuá-lo sem nenhum recurso a mais para se defender. É por isso que necessitamos do porte de armas inclusive fora do horário de serviço. Uma certa vez autuei um cidadão e ele foi me esperar na porta de minha casa para tomar sastifações a respeito da autuação feita por mim, quando cheguei às 22:oo horas lá estava ele. Nao vou negar, tive medo e achei que estava pronto para me matar por ser tão tarde da noite. Só que a conversa tomou outro rumo e não foi dessa vez.
    O porte de armas por pessoas ligadas a segurança publica ou o uso de armas legalmente autorizadas não aumenta a criminalidade, ate porque quem esta matando todos os dias sao os bandidos ligados ao tráfico de drogas, os grupos de extermínio, as quadrilhas de assaltantes e não os Agetes de Trânsito, os Agentes Penitenciários ou Guardas Municipais.

  15. rodrigo Says:

    o que fica claro aqui em discussão é que estas pessoas que sao contra não passa de pessoas de idole duvidosa pq apenas quer denegrir a imagem do agente público, não tem consciência de que a funcão de Agente de Transito autuando os infratores apenas garante a ordem pública, se um condutor atravessa o sinal vermelho e não é punido ele está quebrando a ordem pública podendo causar serios acidentes tirando a vida de pessoas que nada tem a ver com a atitude de condutores irresponsáveis, pense: se seu filho(a) sai da escola e vai atravessar a via na faixa e no sinal vermelho e um condutor irresponsável avanca o sinal desrespeitando a fiscalizacao o que acontecerá? querendo ou nào o porte de arma dará mais seriedade a fiscalizacao pois bandido não tem respeito a populacao, imagine um agente de transito que representa o estado em sua funcão, aborda um condutor temperamental que anda armado e não gosta de ser contrariado muitas vezes estas pessoas na abordagem deixam a arma a mostra para inibir o agente que de fato é inibido pq p/ passar por uma fiscalizacao de agentes de transito basta estar com uma arma muitas vezes ilegal dando a entender “ ah é bandido pode passar a gente só ta aqui fiscalizado veículos de cidadão de bem“ desarmado os agentes não tem como fazer valer o CÓDIGO DE TRANSITO BRASILEIRO. os ladroes de carros e sequestradores tao dando risadas da POPULACÃO que ainda insiste em achar que o porte é p inibir gente de bem.

  16. Jane Says:

    Os agentes de trânsito devem orientar o trânsito, fiscalizar e lavrar auto de infração contra os infratores. Não são autoridades policiais e, portanto, não devem ter porte de arma em serviço.

    • wellylvan Says:

      em primeiro lugar, o porte para os agentes de transito não vai fazer o brasil mais violento, agora pergunto, a arrecadação proveniente das infrações de transito é bem vinda ou não? pelos órgãos municipais, estaduais e federais. esse idiota que diz que o agente não corre risco, na hora da abordagem ou no preenchimento dos autos, é um tremendo babaca, deixa só esse idiota ser flagrado em algum tipo de infração que a estoria muda de figurino, pois os agentes só não leva nome de santo, e esse tipo de gente que critica esse tipo de ato é um tremendo imbecil manda ele trabalhar um mês aqui na minha cidade que ele vai adoçar essa lingua.

  17. ulisses d petrole Says:

    sou agente de transito em sao paulo,cet,a varios casos de agressoes e ate disparo de arma de fogo em viaturas da cet,o nosso sindicato sindiviarios e contra o porte de arma ,na cet,nem fizeram uma pesquisa a todos os agentes da cet para saber se querem ou nao o porte,os mesmos foram contra,nao sao eles que estao na rua dia a dia ,fiscalizando,sendo agredidos e ofendidos ,nunca tiveram uma arma apontada para sua cara como a casos na cet,nossa familia nao sabe se voltaremos para casa e nem temos a chance de nos defendermos para cobrar eles sabem,os nossos devidos descontos nos holerites ,e nao nos ajudam em nada,eu sou a favor do porte,e muitos agentes da cet.

    • wellylvan Says:

      esse tal de Wellington Menezes de Oliveira arrumou facilmente essa arma porque existe a facilidade em comprar em todo país, quer acabar com o trafico de arma coloca gente competente nas fronteiras, mais em primeiro lugar acabem com esses politicos ladões que todo mundo sabe que tem, vcs querem consertar o brasil fudendo os pobres, botem para fuder nos grandes bandos de filhos da p___!

  18. TaDOM Says:

    Também faço parte da categoria de profissionais que trabalham no trânsito, defendo o porte de arma, pois não abordo apenas cidadãos que desreipeitam a leis de trânsito, que são pessoas de “bem”. Na maioria das vezes me deparo com delinquentes, marginais e bandidos, expondo minha vida a riscos adversos. Temo pela minha vida, pois sou casado e tenho uma filha de 4 anos. A oposição para incluir nossa categoria no rol dos que podem portar armas de fogo, desconhecem nossa realidade ou não se importam com nossas vidas, … são arragantes, avarentos e desrespeitadores de nossos deveres perante a sociedade, … acima de tudo desrespeitam nossas vidas!!! Basta! Vamos nos unir por que acreditamos! Vamos nos unir por nossos ideais, …. e dizer sim, queremos nos defender, queremos mais segurança!

    • wellylvan Says:

      sou agente de trânsito no ceará, eu só queria saber se todos os agentes do país boicotassem em não fazer multas se os dirigentes iam gostar e deixar de perseguir os agentes, pois se vc não faz multa vc é perseguido pelos dirigentes, e se vc faz muita é perseguido pela população. Aos políticos honestos que todos sabem que são poucos, deixo aqui minha afeição e gratidão por todos aqueles que estão no nosso lado, é uma luta desigual nós sabemos, pois quantos políticos roubarão e rouba dinheiro público prejudicando milhões de brasileiros e não dar em nada. Não é a arma que mata mas sim a pessoa, pessoa essa despreparada e mal intencionada, quantos veículos já causaram a morte de alguém? Respondo. Nenhum. As pessoas sim, e quantos estão presas, nenhuma. O trânsito mata mais que arma essa é a verdade e o gasto com o seguro obrigatório é enorme, por isso de veis em quando sai uma medida nova para ser comprida no trânsito. Querem acabar com mortes de arma de fogo? É fácil, bota a polícia Federal e o Exercito nas fronteiras do país e pronto. As armas que mais mata são irregulares e de calibres não permitidos.

  19. T.G.Silva Says:

    São oportunas as considerações do caro colega, e vou mais além. Enquanto há esse lenga-lenga na aprovação do porte de arma pelos agentes, as agressões físicas, as ameaças, as calúnias e até as mortes de agentes da autoridade de trânsito continuam.
    Aqui em Manaus, quase todos os dias ocorrem fatos dessa gravidade e as exigências em fiscalizar os infratores são exigidas pelo poder público e a própria mídia que vez ou outra exibe matérias mostrando a falta de respeito ao CTB.
    Registro meu protesto contra a informação equivocada de que com o uso legal da arma de fogo pelos agentes, aumentariam as ocorrências delituosas.
    Quem foi que conferiu esta informação? Qual a pesquisa que constatou isto? Quem foram os entrevistados? A quem interessa esses dados? Estas são perguntas que até hoje não estão claras e nem tão pouco existem números conclusivos que elucidem os fatos.

  20. Agente da Destra Caruaru: Lucas Says:

    sera necessario os agentes de transito ser assassinado em praça e calçadas como o nosso companheiro que foi assassinado no dia 18/12/2011 em vitoria da conquista-BA veja o video http://www.blogdomarcelo.com.br/v2/2011/12/19/corpo-de-agente-de-transito-morto-assassinado-em-vitoria-da-conquista-e-enterrado/

  21. michel barbosa Says:

    bom dia quero começar o ano dizendo que sou totalmente a favor do pode de armar para agentes de trânsito, moro em alagoas e aqui não é diferente dos outros lugares o desrespeito com nois agentes é muito grande,chego até pensar que nossa categoria sofre mais riscos do que a propria policia militar por que nois agentes de trânsito em uma abordagem não sabemos o que iremos encontrar e caso encontre algo de errado como uma arma iligal o que poderemos fazer si não deixar passar e pedir a deus que nada aconteça.

    • wellylvan calou Says:

      MEUS COLEGAS AGENTES DE TRANSITO, DEVEMOS NOS UNIR JUNTAMENTE COM OS SINDICATOS DA CATEGORIA E VENCER ESSE TABU, AS ELEIÇÕES ESTÃO CHEGANDO E A HORA DE PROCURAR REIVINDICAR É ESSA, SOU AGENTE DE TRANSITO E JÁ PASSEI POR INÚMERAS OCORRÊNCIAS AONDE TIVE ATÉ QUE LUTAR COM O MELIANTE, E COM TODA CERTEZA NÓS CORREMOS MAIS RISCOS QUE A POLÍCIA POIS TRABALHAMOS NA FISCALIZAÇÃO DE ARRECADAÇÃO E VOCÊS SABEM QUE COM DINHEIRO NINGUÉM QUER PERDER SEJA ELE POBRE OU RICO. AOS SINDICATOS VAMOS NOS UNIR E COBRAR AOS NOSSOS POLÍTICOS SOLUÇÃO PARA NOSSA REIVINDICAÇÃO COM RELAÇÃO AO NOSSO PORTE DE ARMA, POIS AS AUTORIDADES DEVIAM SE PREOCUPAR COM OS VAGABUNDOS ARMADOS E NÃO COM GENTE DIREITA E PROFISSIONAL DA ÁREA DA SEGURANÇA QUE SOMOS NÓS, A TODOS NÃO VAMOS DEIXAR ESSA REIVINDICAÇÃO CAIR NO ESQUECIMENTO POIS ISSO É UMA NECESSIDADE E NÃO ROBE.


  22. aos senhores deputado e senadores imagine vc ser agente de trânsito em marabá pará q o indice de violencia e altissima onde a todo momento tem um agente de trânsito sendo ameaçado de morte e os agente sem poder se defender dessa violência,essa categoria esta precisando de proteção e os senhores pode dar ou amenizar um pouco esta situação em relação as seguranças deles.

  23. Moacir de Almeida Texeira Says:

    Ex Agente Penitenciário SP

    Boa noite à todos

    Realmente sou a favor do fiscal de trânsito ter porte de arma de fogo, mais também ter acesso a colete a prova de balas, protetor solar fornecido pelo departamento de trânsito, uniformes adequados que valorize a auto estima do agente público, sistema de comunicação com orgãos da segurança pública, pois não acredito em que o agente de trânsito portando caneta e papel esteja desempenhando à sua função de maneira eficiente conforme delega C B T
    Aonde funciona bem a caneta e o papel é no Penitenciária, Judiciário, Delegacia de Polícia e não em via pública
    Alem do mais, fui Agente Penitenciário em SP, daqueles que foram mortos pelos bandidos eu conhecia alguns deles, inclusive um deles foi ex :Presidente do Sindicato dos Agentes, sindicato que tentou por décadas a liberação de porte de arma e sempre foi negado e então aconteceu aquela tragédia, foram alvos fácil para a bandidagem pois tinham certeza que os Agentes não andavam armados
    Hoje em dia percebo o mesmo dilema da categoria de Agente de Trânsito, se estão solicitando esse direito alguma coisa não está bem com esses profissionais em relação a sua segurança no cumprimento do dever legal de suas funções
    Acredito nos políticos que estão com essa missão de aprovar o projeto, pois não podem deixar trabalhadores a mercê da bandidagem.

    Moacir de Almeida Teixeira
    Ex: Agente Penitenciário
    Estudante de direito

  24. Daniel Pereira Miranda Says:

    sou ATF – Agente de Trânsito Federal, e comungo com os colegas a necessidade premente de termos o direito ao porte de arma no desempenho das nossas funções.Os ATF’s ainda têm que fiscalizar(multar infrações de trânsito,notificar/embargar invasões nas áreas de domínio da União(atividade mais explosiva e potencialmente perigosa do que a atuação no trânsito) sem o apoio efetivo dos órgãos policiais.Digo e repito, a arma não é para exercermos a função de polícia repressiva não,é o instrumento necessário à defesa da nossa integridade física!

  25. fernando Says:

    Sou Agente de Transito,do municipio de valparaiso de goias e muitas vezes autuo os cidadaos pelo cometimento de infraçoes. Esses por sua vez, ficam insatisfeitos por ter que pagar valores referentes as multas aplicadas.por tanspote inrregular e outras infraçãoes. Em consequência chegam a agridir verbalmente, moralmente e ate fisicamente. As agressoes fisicas acontecem, porque o elemento tem certeza que o Agente de transito só possue uma caneta e um talão para autuá-lo sem nenhum recurso a mais para se defender. É por isso que necessitamos do porte de armas inclusive fora do horário de serviço. Uma certa vez autuei um cidadão e ele foi me sequindo ate a porta de minha casa para tomar sastifações a respeito da autuação feita por mim, Só que a conversa tomou outro rumo e não foi dessa vez. fora essa vez teve varios outros casos e atentados contra colegas . digos sim a liberação do porte a esses servidores
    o uso de armas legalmente autorizadas . Agentes e fiscais de Trânsito ,os Agentes Penitenciários ou Guardas Municipais.

  26. Carpegiane Says:

    Srs. deputados, acredito que tudo que falarmos sobre os perigos da profissão de AGENTE DE TRÂNSITO, certamente vocês devem saber. Fiscalizar o trânsito em nosso País por agente de trânsito sem o minimo de segurança e mesmo que estarmos de olhos vendados, sou totalmente a favor do PORTE DE ARMA, e claro, todas medidas de segurança no processo de preparação do agente para o uso da mesma.
    Infelizmente o processo de fiscalização do trânsito em nosso país foi implantado de forma incorreta, pois o condutor quer ter mais direito do que o pedestre e, milhões de situações constrangedoras, abusos, arrogâncias, desrespeito, violações dos direitos previstos em “Lei”, são diariamente constatados no dia-a-dia de um Agente de Fiscalização de Trânsito.
    Pergunto-lhes Srs. Deputados, quem é que gosta de Órgão Fiscalizador? No Brasil! Somente, aqueles cidadãos que acreditam piamente na “LEI”; lei essa senhores que muitos de vocês deveriam cumprir e fazer cumprir com severidade, a vida é o bem mais precioso de todos nós, sou muito feliz naquilo que faço, e meu objetivo e chegar em uma força maior no ramo dessa minha profissão de Agente de trânsito, que é ser um dia uma Policial Rodoviário Federal, porque ai sim senhores, estarei investido de poderes suficiente para poder desenvolver meu trabalho.
    Sem sombra de dúvidas, uma arma jamais me tornará mais homem, ou até mesmo me dará mais conhecimento, mas como disse, o nosso país ainda não evoluiu suficiente para que o cidadão infrator compreenda seu erro, mediante a fiscalização de um agente da autoridade de trânsito, sem que esse impunha o respeito pela aparência.

    AGENTES DE TRÂNSITO SEM PROTEÇÃO E O MESMO QUE COLOCAR A POLÍCIA DESARMADA PARA CONFRONTAR BANDIDOS ARMADOS.

    ESPERO QUE ESSE PROJETO NÃO DEIXE PARA SER APROVADO QUANDO MAIS TRAGÉDIAS ACONTECEREM COM PROFISSIONAIS DO TRÂNSITO.

    • luis Says:

      concordo com seu ponto primordial de vista sou a favor não porque sou agente mas sim pelo acontecimentos a nossos agentes fiscalizador de trânsito ( luis fernando Agente fiscal de transito)

      • wellylvan Says:

        concordo absolutamente, vivemos com medo, na maioria dos agentes aqui do ceará não dar tudo de si, pois somos taxados como ladrões do governo, os fiscais da receita federal como os fiscais da sefaz, todos eles tem o direito de portar arma de fogo, pergunto: se eles são arrecadadores e fiscalizadores o que nós somos então? caros governantes se o medo é armar cidadão de bem e que trabalham para vcs, pior é vcs deixarem a vagabundagem correr solta, pois aqui vagabundo e bandido são os cidadãos de bem, nós vivemos numa parte do pais que a lei só se for a divina, as eleições estão chegando, vamos saber votar.

  27. José Vilmar Says:

    Não dá mais pra ver os Agentes de Trânsito desempenharem suas atividades sem que haja uma garantia de que ele será respeitado, se você autua, sofre ameaças; se não autua, prevarica, o que é crime, então, sejamos sensatos, não dá pra esconder a verdade, fazemos parte da segurança pública, inibindo atos muitas vezes criminos no trânsito, onde tudo e todos se encontra ali. A arma não seria pra sair atirando ou esfregando na cara de qualquer um, mas para inibir àqueles que ao menos pensassem em agredir alguém armado, nunca vi policiais sendo agredidos, mas por que? A arma se faz presente na cintura, isso é primordial pra assegurar o desempenho da atividade, pensem nisso.

  28. FERNANDO Says:

    AGENTE DE TRÂNSITO QUER ARMA PRA QUÊ? MATAR O MOTORISTA, FAZER MERDA NA RUA E NO TRÂNSITO. É O MESMO QUE FALAR EM PORTE DE ARMA PARA BOMBEIROS. NÃO EXISTE NEXO E COERÊNCIA. NÃO PRECISAM DE ARMAS PARA O EXERCÍCIO DESSAS PROFISSÕES. UMA COISA É VOCÊ FALAR EM PORTE DE ARMA PARA DETERMINADOS SETORES: POLÍCIA CIVIL, MILITAR, FEDERAL, PRF E ATÉ MESMO PARA O AGENTE PENITENCIÁRIO. CONTUDO, OUTROS SETORES QUE NÃO LIDAM DIRETAMENTE COM CRIMINOSOS NÃO VEJO RAZÃO PARA PORTAREM ARMAS, SALVO QUANDO O AGENTE QUE SE ENCONTRA NO EXERCÍCIO DA FUNÇÃO DE TRÂNSITO FOR UM POLICIAL MILITAR. PORTANTO, PORTE DE ARMA E UMA EXCEÇÃO QUE DEVE FICAR RESTRITA APENAS PARA AQUELES QUE LIDAM DIRETAMENTE COM CRIMINOSOS.

    • ulisses Says:

      esse fernando nao sabe o que fala ,deve ser mais um motorista que so comete infraçao de transito e fala que nao foi ele,quem faz merda e voçe que nao sabe o que e ser agente de transito,,sr fernando voçe e muito bem informado ,nao e,alias bombeiros tem direito a porte de arma sim,caso vç nao saiba sao policiais militares,agora vç diz que agente de transito nao lida com criminosos,as vezes ,na maioria sao os primeiros a chegar e ver um roubo de veiculo,e assalto, ai ignorantes como vç e burro quando veem um agente de transito vao correndo pedir ajuda a recuperar seus veiculos ou outros bens,pedindo como se fosse uma moça para pegar os bandidos,quem fala merda como voçe ,merece ouvir merda ,alias quanto vç ganha por mes ,eu garanto que como agente de transito,ganho muito mais que vç,ate 5 vezes mais,e ainda multo imbecis como vç, .que nao tem o que fazer,e fica falando merda.e se achando o sabe tudo e nao passa de um coitado,burro e ignorante.

    • JVilmar Says:

      seu animal, se for pra escrever merda fica na tua, se tu vivesse a situação do trânsito vc não ecreveria uma asneira dessa, seu ASNO.

    • wellylvan Says:

      ENTÃO VOCÊ VEM TRABALHAR NA RUA NA FISCALIZAÇÃO DE TRANSITO E VERA COM QUEM O AGENTE LIDA NO DIA A DIA, NA MINHA OPINIÃO VC É UM CARA FRUSTADO OU IGNORANTE POIS FALA DE COISAS SEM CONHECER A REALIDADE, PROCURE INTERAGIR E PASSE A CONHECER UMA INSTITUIÇÃO ANTES DE FALAR MERDA, O RISCO QUE UM POLICIAL CORRE, CORREMOS EM DOBRO, POIS NINGUÉM SE ACHA ERRADO NO TRANSIDO E NINGUÉM GOSTA DE SER PUNIDO COM MULTA, E MUITAS ABORDAGEM VC NÃO CONHECE QUEM ABORDA, MUITAS VEZES SÃO VAGABUNDOS, VC NÃO TEM BOLA DE CRISTAL PARA ADIVINHAR QUEM VAI ABORDAR, VC VÁ LER MAIS E PROCURE SER UM CIDADÃO, POIS ESSA SUA ATITUDE É DE UM CARA QUE FALA SEM PENSAR, E QUANDO SE AGE DESSE JEITO VC ESTAR SUJEITO A SE MACHUCAR, VC ESTAR MUITO POR FORA DA REALIDADE DAS COISA, NÃO VIVEMOS NUM FILME DE FICÇÃO AONDE A TURMA BOA SÓ LEVA VANTAGEM, FERNANDO QUE DEUS POSSA TE AJUDAR POIS TU COM ESSA MANEIRA DE PENSAR E AGIR SÓ IRA TE LEVAR PARA TRÁS.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: