Radares sem previsão para começar a multar motoristas em Manaus

O novo sistema de fiscalização eletrônica de velocidade ainda não tem data definida para o início dos registros de multas na cidade. Apesar de alguns equipamentos já estarem em operação, o sistema só registrará as infrações após a conclusão do cronograma de implantação desenvolvido pela empresa Consladel Construtora e Laços Detectores e Eletrônica Ltda e Prefeitura de Manaus.

De acordo com o Instituto de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), os equipamentos em operação já foram calibrados e aferidos pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e até o momento não apresentaram nenhuma alteração.

O novo equipamento substituiu os radares conhecidos como ‘corujinhas’. Segundo a assessoria do instituto, os condutores têm respeitado a redução de velocidade nos locais onde os radares estão instalados em fase de teste. Um exemplo, é o radar instalado na rua Maceió, na zona Centro-Sul onde a velocidade estabelecida é de 40 km/h.

Segundo o Manaustrans, o início de registro de multas também depende da conclusão do Centro de Controle Operacional (CCO). O centro será responsável por receber todas as informações registradas pelos radares na cidade. A data para finalização do centro também não foi definida.

Os radares foram calibrados conforme as normas do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para evitar qualquer risco de registro de velocidade incorreta.  Outros pontos na cidade também estão sendo estudados para a instalação do equipamento. A atenção é voltada para as vias de maior risco de acidentes por excesso de velocidade.

Para o instituto, o objetivo não é multar, mas educar os motoristas sobre o respeito do limite de velocidade e segurança no trânsito. Antes de o sistema começar a registrar as multas, os condutores serão orientados por meio de campanhas sobre o trânsito, informou a assessoria.

Prazos

Em setembro, a Prefeitura anunciou que os radares de fiscalização eletrônica em Manaus começariam a operar a partir de novembro. Ao todo, 60 radares devem fiscalizar a ação irregular de motoristas.

Segundo estudo preliminar do extinto Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), os novos radares seriam instalados inicialmente nas ruas do bairro Boulevard Álvaro Maia e avenidas Constantino Nery, Djalma Batista e Ephigênio Salles.  As avenidas Professor Nilton Lins, Tarumã, Darcy Vargas, Recife e André Araújo também seriam fiscalizadas.

Em abril deste ano, 34 radares fixos e cinco móveis foram desativados das ruas. O prazo de 90 dias dado pela Prefeitura para os novos ‘corujinhas’ entrarem em operação expirou em junho deste ano a partir do resultado da licitação onde a empresa Consladel Construtora e Laços Detectores e Eletrônica Ltda foi escolhida para a manutenção do sistema.

Explore posts in the same categories: Imprensa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: