Faixas de pedestre geram polêmica

Pedestres se arriscam em travessia

Texto e fotos: Álisson Castro

Próximo ao Amazonas Shopping, na avenida Darcy Vargas, existem três faixas de pedestres em menos de 250 metros. O que poderia indicar segurança aos pedestre gera, na verdade, risco de acidente e congestionamento. Duas destas faixas foram pintadas próximas a uma curva, uma em frente ao prédio da Petrobrás e a outra em frente a sede da Secretaria Estadual de Assistencia Social (SEAS). Em nenhuma delas há semáforo e os pedestres devem contar coma boa vontade dos motoristas para atravessar a avenida.

O ambulante Herivaldo Aguiar Mendes, 47 anos trabalha próximo a faixa de pedestre em frente a Petrobras e presenciou acidentes. “Ontem à tarde (14/05) uma motociclista parou para pessoas atravessarem na faixa e um veículo que vinha logo atrás bateu nele”, segundo o Mendes é comum riscos de acidentes no local, “se você ficar aqui algumas horas, vai ver várias freadas bruscas de carros por causa da faixa”.

A terceira faixa é a informal, ela foi apagada mas os pedestres insistem em fazer a travessia no local por costume. Ela ficava na entrada de transeuntes do Amazonas, na Darcy Vargas, onde ficava o semáforo de pedestres.

A ausência de agentes de trânsito é uma das reclamação de quem atravessa naquele trecho da avenida. Na faixa de pedestres  em frente a sede da SEAS dois agentes de trânsito auxiliavam a travessia dos pedestres. Ambos (o blog optou pr não divulgar  seus nomes) informaram que foram orientados a fiscalizar apenas a faixa onde se encontravam.

Segundo os agentes, eles próprios correm risco de vida trabalhando no local. “Quando os motoristas nos enxergam  já estão próximos, é um perigo parar o tráfego aqui próximo a uma curva”, lamenta o agente.

Eles disseram ainda que o  trânsito no local é confuso e apresenta falhas de gerenciamento. “O ideal seria voltar a ser como antes, ter apenas  uma faixa para travessia próxima ao shopping e um semáforo com botoeira para o acionamento manual pelos próprios  pedestres”, opina o agente.”Nós poderíamos estar fazendo outros serviços mais importantes para o trânsito ao invés de ficar  aqui”, completa.

Em frente a sede da Seas o risco permanence, mesmo com a presença de agentes de trânsito

Sinal de vida

Consagrado em Brasília, o ato de levantar o braço ao atravessar a faixa de pedestre – o chamado “sinal de vida”- é tema de projeto de lei que está na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado. E, caso seja aprovado e sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tornará lei em todo o território nacional um costume que em algumas cidades como São Paulo hoje mais parece um sonho: o de os motoristas pararem para dar passagem aos pedestres.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) já determina que quem estiver atravessando uma rua ou avenida nas faixas apropriadas “terão prioridade de passagem, exceto nos locais com sinalização semafórica”, mas o artigo é respeitado em poucos municípios.

O novo projeto em trâmite no Congresso não apenas enfatiza o que está determinado no código como institui o “sinal de vida” na travessia. Apresentado pela deputada federal Perpétua Almeida (PC do B – AC), prevê que o pedestre simplesmente levante o braço para solicitar, nas faixas, a parada do veículo em ruas sem semáforo ou agente de trânsito controlando a travessia.

Em vias com grande fluxo de automóveis, os pedestres devem esperar a formação de um “maior número de passantes”, diz o texto. Não haverá punição a quem não fizer o gesto, só para o motorista que não respeitá-lo.

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), 33.996 pessoas morreram em decorrência de acidentes de trânsito no País em 2008 – delas, 5.429 pedestres (16% do total). Não há dados sobre acidentes ocorridos especificamente nas faixas.

Fonte: site do jornal Estado de São Paulo

Anúncios
Explore posts in the same categories: Reportagens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: