Jornalismo sindical em debate

Para palestrante o sindicato deve utilizar as novas ferramentas de comunicação

Texto e foto: Álisson Castro

Uma palestra irreverente foi apresentada no Campus Universitário da Universidade federal do Amazonas (Ufam). Estranhamente o tema era bem sério, mas esta seriedade foi amenizada pela simpatia do italiano Vito Giannotti. Ele falou sobre Jornalismo Sindical aos estudantes de Comunicação Social da Ufam, nesta sexta-feira às 9h no Auditório Rio Solimões.

Morando no Brasil há 67 anos, o especialista em Comunicação Sindical mostrou aos acadêmicos a importância da relação entre Sindicatos e trabalhadores através da troca de informações.

Para Giannotti, o Jornalismo Sindical é uma importante ferramenta para se contrapor ao que ele chama de “imprensa do capital”, ou seja, a grandes empresas de comunicação do país. Sem medir palavras, ele acusou estas empresas de serem os “verdadeiros cavaleiros do apocalipse”. Alertou que “Globo, Folha, Estado de São Paulo e revista Veja divulgam apenas o que interessa ao capital”. E citou o papel da imprensa sindical e popular, “as mídias alternativas devem abordar o que a grande mídia não faz, questionar e fazer a contra-hegemonia, ir contra a mídia do capital”,

O italiano contou que na década de 60 participou da luta política contra o regime militar e, por isso, foi preso em 1969, numa operação do Exército conhecida como Operação Bandeirantes. Chegou a trabalhar em uma fábrica como operário para divulgas aos outros trabalhadores suas idéias.

Sobre os sindicatos brasileiros, o italiano não poupou críticas. Afirmou que a maioria deles não luta por suas categorias. “Hoje há 13 mil sindicatos no Brasil, destes apenas uns 3 mil são decentes”, criticou. Sobre a necessidade de comunicação sindical, o palestrante salientou a importância das novas tecnologias, “o sindicado que não faz uso das ferramentas de comunicação não serve para nada”, afirmou. Ele citou que a internet, jornais, blogs, mensagem eletrônicas, boletins eletrônicos estão disponíveis a qualquer pessoa hoje em dia.

Ao ser questionado sobre os sindicatos que apenas usam a comunicação em benefício próprio, polemizou “infelizmente, a maioria dos sindicatos só olham para o seu próprio umbigo e divulgam apenas suas realizações e conquistas, a comunicação deve ser usada também em benefício da sociedade, esclarecendo à população assuntos que não são divulgados pelas mídias tradicionais”.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Reportagens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: