Dois milhões do IMTT foram pro ralo

Motos sem manutenção mesmo com recursos do IMTT sobrando

Dívidas trabalhistas, péssimas condições de trabalho, motos sem manutenção, todos estes problemas poderiam ser amenizados se os recursos do IMTT tivessem sido bem aplicados durante o decorrer do ano. O novo presidente do instituto, Rafael Siqueira, revelou que dois milhões de reais sobraram e foram devolvidos aos cofres da prefeitura. A data limite para se utilizar este dinheiro era 23 de novembro. Porém, a então presidente, Ivete Barros, optou pela devolução do dinheiro à administração municipal. Enquanto isto, o instituto acumula a cada dia dez mil reais de multa pelo não pagamento do retroativo aos funcionários. Vai entender.

Explore posts in the same categories: Informações

4 Comentários em “Dois milhões do IMTT foram pro ralo”

  1. Timóteo Gama da Silva Says:

    A falta de visão administrativa e capacidade de gerir recursos públicos neste país é aviltante.
    Enquanto a atividade do trânsito e transporte, carece de preciosos investimentos, são devolvidos recursos que muito bem poderiam ser aplicados no pagamento das dívidas trabalhistas que, inclusive, já foram sentenciadas pela douta Justiça.
    Não podemos bater palmas para isto. Queremos ser tratados com respeito. Vamos ficar alerta. Cidadão consciente contribui para construir uma sociedade mais humana e igualitária.

  2. Mohamed Says:

    Fico muito feliz em ver essa movimentação da categoria. É isso ai.

  3. Rilson Costa Says:

    Esperamos que diante do atual quadro e ciente que está a diretoria do sindicato, não venhamos a “abrir as pernas” às promessas infindas e descumpridas do IMTT. Precisamos ainda deliberar sobre os objetivos a serem alcançados com a paralização e sugerimos:
    O pagamento integral e imediato do retroativo conforme já determinado pela justiça em parcela única e folha suplementar;
    O Pgamento imediato do adicional de aperfeiçoamento 13%;
    A aprovação de um plano de cargos e salários baseado no salário mínimo conteamplando gratificações a mts e motoristas, incluindo todos os cargos no instituto bem como gratificações por insalubridade e periculosidade;
    O fim do serviço itinerante e início do ostensivo;
    Fixação da jornada de serviço em 4 turnos de 6 horas como anteriormente;
    Entre outros, pois se apenas paralisarmos visando uma única causa trabalhista, precisaremos mais tarde fazer outra assembléia para resolvermos as demais e o tempo se vai indo.
    A HORA É AGORA!!!

  4. Timóteo Gama da Silva Says:

    Não perdemos a guerra, mas fomos, como categoria ou mesmo, vencidos pelo voto da maioria, em se contentar com um ACORDO que apenas nos alude ao recebimento parcelado do pagamento do retroativo do nivelamento.
    É desconfortante comentar sobre o leite derramado, contudo, urge a necessidade de melhor nos avaliarmos, pois ainda temos muitas pendências que na minha perspicácia são importantíssimas para pensarmos como categoria,e não buscarmos o imediatismo atrelado ao aperreio de alguns,que foram seduzidos com o dito ACORDO.
    Vamos prá fente, e desta vez, mais conscientes!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: