RESPOSTA DO SINDTRAN AOS COMENTÁRIOS FEITOS PELO PREFEITO DE MANAUS

É, no mínimo, estranho que o prefeito Amazonino não reconheça que, se há falhas no trânsito da cidade, a culpa é de sua administração morosa e sem rumo.

Quanto às insinuações de existência de agentes de trânsito despreparados e sem disciplina, isto prova que ele desconhece seus próprios funcionários. Se ele fizer uma simples pesquisa no setor pessoal no IMTT irá descobrir que  90% dos agentes de trânsito possuem formação superior (ou concluindo), outros fazendo pós-graduação ou mestrado.

Outros dados que o prefeito deve desconhecer é que 40% destes funcionários possuem formação de instrutor e diretor de auto-escola (ministrado pelo Detran-Am). Citaremos outras formações específicas que mais metade dos agentes de trânsito possuem em seus currículos: perícia técnica de trânsito, primeiros socorros (ministrado pelo SAMU), gerenciamento de crise (como lidar com conflitos), escolta e segurança de autoridade (ministrado por oficiais do Exército Brasileiro), movimentação de cargas perigosas, técnicas de pilotagem de veículos, direção tática e defensiva, gestão de trânsito, gerenciamento de sinalização de trânsito, gerenciamento de orientação de trânsito, educação para o trânsito, curso técnico básico de trânsito, técnicas de abordagem (Polícia Militar), preservação de local de crime de trânsito e identificação de veículos (ambos pela Academia da Polícia Civil), gestão pública e liderança de equipe, entre outros que poderiam encher esta página. Alguns possuem inclusive pós-graduação em engenharia de trânsito.

Felizmente uma instituição nacional reconhece o valor destes profissionais, o Exército Brasileiro tem como integrante de sua equipe de instrução do curso de motociclista militar e batedor um agente de trânsito do IMTT, o nosso colega Peterson Freitas que, em 2001, foi o primeiro colocado deste referido curso, recebendo do Comandante Militar da Amazônia à época  um brevê que simboliza a formação adquirida. Sendo este nosso colega o único agente do Brasil a fazer parte de uma equipe de grau tão elevado.

Por sinal, a administração municipal também já recorreu à qualificação profissional dos agentes quando precisou ministrar cursos sobre trânsito na Escola do Serviço Público Municipal.

Queremos que o prefeito responda à população que mágica ele irá fazer para encontrar pessoas com esta formação, afinal, os agentes possuem dez anos de experiência no trânsito da cidade e todo este período foi necessário para a formação deste pessoal.

O que falta a estes profissionais são condições adequadas de trabalho. Os agentes de trânsito possuem várias restrições que inibem o seu trabalho: limitação de litros de combustível (são apenas 15 litros por viatura para um turno de 24hs); veículos e motos sem manutenção; poucos agentes para atender a uma demanda crescente de ocorrências, temos ao total 195 profissionais divididos em cinco turnos, sem levar em conta aqueles afastados por motivo de doenças, férias, etc, (para se ter real noção do que este quadro representa, na área central da cidade, há apenas cinco agentes no turno da manhã), a situação tende a piorar ainda mais, pois, 35 colegas estão em fase de seleção em outros concursos  e prestes  a serem convocados;  estamos sem reposição salarial desde 2004; direitos legalmente reconhecidos pela justiça até hoje não pagos (o nivelamento salarial); não pagamento de insalubridade e risco de vida etc.

Diante deste quadro de descaso, se os agentes de trânsito até hoje não tomaram medidas mais radicais, como a deflagração de uma greve, é por respeito a sociedade manauara, que não podem sofrer por conta do descaso da administração municipal. No entanto, caso estas agressões e descasos persistam, não restará outra alternativa.

Fica a impressão que verdadeiro objetivo do prefeito é privatizar a qualquer custo o trânsito na cidade. Para fazer isso, uma de suas táticas é sucatear este setor por meio da eliminação de direitos aos trabalhadores e falta de estrutura de trabalho. Sem condições para atender à demanda, os agentes ficariam de mãos atadas e a população frustrada com a falta de serviço e, desta forma, poderá apoiar esta esdrúxula idéia de privatização do trânsito da cidade. A população deve levar em consideração que o objetivo do setor privado é o acúmulo de lucro, enquanto o setor público tem o dever de servir a população. Os agentes estão dispostos a evitar que a população sofra outro golpe (alguém se lembra da venda da Cosama, orquestrada pelo Amazonino há algum tempo atrás). Se necessário tomaremos às ruas tal como fizemos no mês passado para garantir nossos direitos.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Opinião

6 Comentários em “RESPOSTA DO SINDTRAN AOS COMENTÁRIOS FEITOS PELO PREFEITO DE MANAUS”

  1. Carvalho Says:

    Gostaria de Fazer a seguinte pergunta: O que é um agente competente ?

    Eu sei o que é, pois sou um e conheço muitos, mais infelizmente como toda profissão existe bons e péssimos profissionais.

    Nos que trabalhamos arduamente todos os dias sabemos quais são os problemas do trânsito de Manaus ?.

    Manaus cresceu, mas apesar disso, se tem o pensamento de uma Cidade provinciana.
    Temos paradas de ônibus em rotatórias, ônibus executivos e alternativos que param onde querem, prejudicando totalmente a fluidez, retornos a menos de 5 metros um dos outros e tudo isso pra beneficiar “os grandes”, é, exemplo disso são os retornos da Av. André Araújo, um beneficia a Sra. Acrítica e o outro a Sra. Rede Amazônica, vocês já viram que transtorno isso causa pela manhã ? MAS…. É cidade provinciana !!

    A cima de tudo isso tem outro grande problema no Transito de Manaus. É que assim como a gestão passada, a atual Gestão também vem “BRINCANDO DE FAZER TRÂNSITO”.
    Nós Agentes somos mal remunerados (7 anos sem aumentos), não temos boas viaturas para fazer patrulhamento, as motos que temos estão em condições precárias, INCLUSIVE ONTEM 22/10, UM COLEGA DE TRABALHO SE ACIDENTOU POR FALTA DE MANUTENÇÃO NAS MOTOS, Pneus carecas, lâmpadas queimadas, Kits desgastados, Falta combustível, e para completar até ontem estávamos ameaçados de termos nossos tickets refeição reduzidos de 300 para 220 reais, não ganhamos insalubridade, não temos protetores solar e nem auricular, a nossa base operacional é um grande desrespeito, não temos se quer um local digno para descansar.

    SENHORES , Apesar de tudo isso estamos todos os dias faça sol ou chuva nas ruas para atender acidentes e minimizar o caos na vida dos munícipes desta cidade, TRABALHAMOS todos os dia por um TRANSITO mais humano !!,

    E os congestionamentos ?, os agentes são culpados ?
    Pessoal quero alertar que foram anos e anos que a prefeitura deixou de fazer o que deveria ser feito. O viaduto do coroado é apenas uma das obras que ja deveriam ter sido executadas no mínimo ha 8 anos, é, assim como a intervenção na rotatória do São José, ou os cruzamentos da Av Constantino com João Valério e Djalma Batista,

    O que podemos fazer como agentes ? o problema é MACRO senhores, foge do nosso controle. O que precisa realmente é que o estado invista em grandes obras, em novos equipamentos para o Trânsito, ganham todos !!

    SINALIZAÇÕES, existe? , A sinalização é competência do Município, está estabelecido no CTB, e o que vemos em Manaus são vias não sinalizadas que contribuem para o aumento dos índices de acidentes.
    Como eu(agente) vou cobrar ao condutor ou ao pedestre respeitar a Faixa de Pedestre se tenho contado nos dedos das mãos as faixas que estão realmente com a pintura viva, isso em toda a capital. Isso É UM ABSURDO, É RIDICULO É INCOMPETENCIA DE MAIS.
    O turista que vem a MANAUS normalmente fica perdido, pois a prefeitura não investe nesta área, se o turista quiser ir ao aeroporto ou ao teatro Amazonas ele não consegue visto que a cidade é Pessimamente sinalizada…

    Semáforos apagados ?, Assim como eu varias pessoas que circulam por Manaus observam vários semáforos inoperantes,
    Justiça seja feita, os colegas que trabalham na equipe de semáforo são heróis, eles REPARAM OS EQUIPAMENTOS dão uma de “Magaiver” eles arriscam sua vida sem equipamentos apropriados para trabalharem e manterem em funcionamento os lixões dos semáforos,

    APESAR DE SERMOS DESRESPEITADOS PELA PREFEITURA E POR ALGUNS CONDUTORES ESTAMOS TODOS OS DIAS TRABALHANDO DURO, COM SERIEDADE E ACIMA DE TUDO RESPEITO AOS MUNÍCIPES DESTA CIDADE.

    Não temos culpa se a atual gestão não agiliza um concurso público para que o número de agentes seja normalizado, precisamos trabalhar com o mínimo 420 homens e atualmente estamos sendo massacrados e trabalhando com mais ou menos 150,

    Manaus, nós Agentes de Trânsito estamos pedindo socorro, queremos trabalhar. Queremos estrutura, aparelhamento do Órgão de Transito, salários honestos,
    Somos linha de frente da prefeitura, mas não agüentamos mais sermos usados para tirar o foco dos incompetentes

    A incompetência não é nossa e sim daquelas pessoas que fazem do transito de Manaus um objeto para aquisição de votos.

  2. Rilson Costa Says:

    “A incompetência não é nossa e sim daquelas pessoas que fazem do transito de Manaus um objeto para aquisição de votos.”
    Exatamente, colega. E aí está à frente da diretoria de trânsito da capital mais um oficial da PM assim: sem formação na área de trânsito mas parece interessado em crescer politicamente, como ele mesmo disse na única reunião que fez com a categoria. E desde o início dos trabalhos dos agentes, sempre colocaram à frente do órgão alguém inexperiente no assunto. Agora tem a agravante de alguns colegas supervisores que também não tem competência para tal e que não são legalmante nomeados, trabalharem de forma errada desmotivando mais nosso serviço. Como comentoou um colega outro dia: do jeito que está, ou se “puxa o saco” para conseguir uma “boca” ou se estuda para mudar de emprego. Puxar saco, disse ele, eu não sei!

  3. Carvalho Says:

    Caro colega, se formos olhar o histórico das pessoas que usaram a “estrategia de puxar saco”, podemos ver que naquele momento até tiveram um resultado, mas no geral… , oque eles conseguiram ? 2, 3, ou 4 anos de salários melhores que os demais colegas !!, e os malefícios que eles causaram ao instituto e a nossa classe ? foram imensos Rilson !!, Conseguiram a fragmentação Total da categoria, oque com muita luta o ATUAL SINDICATO ESTÁ CONSEGUINDO REVERTER. Caro Rilson , temos que unir forças e ter em mente que um cargo ou como popularmente é conhecido “BOCA” deve ser uma consequencia de um trabalho sério e contínuo, não deve ser um mandato eterno.
    Temos que convergir forças e lutar por um salário melhor somado com uma possível produtividade (isso sim será justo, quem trabalha mais consequentemente ganha mais). Quando conseguirmos fazer isso, a questão da “BOCA” , será indiferente !.

  4. Mamed Says:

    É isso ai moçada.
    Utilizem as ferramentas disponíveis para mostrar a real condição em que a atual “administração” municipal tem tratado o trânsito de Manaus.
    É simplesmente uma VERGONHA o que se tem visto.
    Força.
    Márcio Mamed
    Azulzinho de coração

  5. Antonio Silva Says:

    É mais do que certa a resposta dada pelo Sindtran ao prefeito! Está nítida a intenção deste administrador: Passar à população uma imagem de incompetência e descaso para com o cumprimento do serviço pelos agentes de trânsito. Assim ele terá mais apoio e embasamento para privatizar o setor. Compete a nós evitarmos qualquer iniciativa nesse sentido. Meu apoio ao SINDTRAN!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: